AMAMENTAR NÃO É FÁCIL!

by - agosto 09, 2019


AGOSTO: MÊS DO ALEITAMENTO MATERNO - Se você não está grávida, ou não tem filho ou não tem ninguém próximo na sua rede de amigos que seja mãe talvez você não saiba que o mês de agosto é chamado como AGOSTO DOURADO. Na semana passada rolou uma campanha em prol da amamentação, essa data vem sendo lembrada desde de 1992 a fim de recordar, ensinar e divulgar render a importância do leite materno e a amamentação e como esse ato faz a diferença na promoção à saúde da criança, no vínculo familiar e na educação de forma geral.



Nos jornais, revistas, redes sociais encontramos tanta coisa falando sobre isso, a amamentação é algo tão romantizada de ser belo, importante que muitas mulheres quando se depara com a situação acaba assustando, eu mesma fui assim! 

Assim que a Liz nasceu (de parto normal) fui para o quarto e me entregaram ela para a primeira mamada, não tinha enfermeira para ajudar nem ninguém, encostei ela no meu peito e pronto, ela puxou o colostro desceu e ela ficou lá presa em mim e eu nela, um sentimento surgiu, uma fisgada estranha mas até então tudo bem. Depois de um tempo entrou uma enfermeira no quarto, perguntei se estava tudo certo e ela disse que sim. Pronto achei que estava tudo ok e que seria simples assim até o tempo que fosse continuar amamentando ela.

Fui para casa e dois dias depois meu peito começou a ferir, a amamentação começou ser meu maior pesadelo, era a Liz querer mamar e eu querer morrer, doía tanto, sangrava e eu mal queria encostar nela, dava o peito com medo e chorava, o bico do meu peito ficou na carne de tanto ferida. Expressei meu sofrimento nas redes sociais e fiquei chocada com o número de mulheres que também reclamavam e/ou passaram por um fase difícil. 

Me aconselharam a usar uma pomada caríssima, que acabei recebendo emprestada de uma amiga, passei e nada resolveu, recebi dicas de várias pessoas e fui tentando de tudo: usei bico de silicone, concha, receitas caseiras, banho de sol... Uma semana depois sarou, melhorei a pega da Liz e a dor sanou, acho que estaria em fim livre para amamentar em paz até o fim.

Botei reparo em outro problema: O tempo começou a pesar, 10 minutos, 20 minutos, teve um dia que a Liz ficou 1 hora no meu peito. O braço doía, a coluna doía e a mente também: é lindo a troca do amor, dos olhares, carinho e afeição mas toda hora o tempo todo: Senhor eu tenho vida!

O tempo foi passando e a Liz foi diminuído o tempo, mamava com mais frequência mas menos tempo no meu peito, e outro problema apareceu: ela mamava e logo depois não arrotava, eu ficava tempos (ainda fico) com ela no colo esperando, as vezes ela contorce de dor, ela gorfa um pouco ou vomita uma quantidade que nunca imaginei que caberia em uma recém nascida. Teve um dia que ela vomitou tanto que quase perdeu os sentidos. Agora a pós mamada é um carma para mim, tenho medo, termino com receio de que algo ruim possa acontecer. Sei que tudo isso é normal mas pra uma mãe de primeira viagem o normal é sempre anormal.

Além de vivenciar tudo isso ligado a amamentação ainda vivencio a privação alimentar: tanta coisa não pode comer pois pode fazer mal ao bebê, com medo das terríveis cólicas tenho passado cada vontade, não como feijão, nem nada que venha do leite, nada industrializado, nem nada com muito açúcar, sem chocolate ou doces. Refrigerante nem sei o que é isso e cerveja ? hahaha melhor nem falar.

São tantas coisas que uma mãe tem que enfrentar para amamentar que não me admira o número de mulheres que deixam essa prática de lado, que se entregam as mamadeiras de fórmula, sem dúvida não é fácil. 

Eu tenho vencido cada obstaculo com a visão de que estou em um guerra e o prêmio final é saúde e a felicidade da minha filha, não tem sido fácil, não tem não (acho que já falei isso) ... Por isso saiba que quando você ver uma mãe amamentando com um sorriso na cara tenha a certeza que algumas lagrimas já escorreram por aí, possa ter vivenciado coisas diferentes do que vivi, mas sem dúvida alguma coisa aconteceu e precisamos reconhecer, entender e sim, enaltecer.


E tem alguma mamãe por aqui que vivenciou isso? Conhece alguém? Compartilhe esse post para termos a certeza de que não estamos sozinhas! 

Se quer me seguir no instagram para mais relatos clique @heysih

Beijos e até o próximo! 💖

You May Also Like

9 comentários

  1. Adorei o post. Isso é maternidade real, todo mundo tenha romantizar e dizer o quão florido é todo o caminho, mas ninguém fala todos os lados. Tenho medo real de ter filho, de não saber o que fazer e tudo mais.
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu não sou mãe e não passei por isso, mas minha mãe disse que pra ela foi super de boa.

    Beijos,
    www.thalitamaia.com

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito de ler relatos normais, porque as pessoas tendem a romantizar tudo como se fosse algo fácil. Tenho muita vontade de ser mãe, mas muito medo também, porque imagino que não seja nada fácil mesmo, principalmente quando é o primeiro filho!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Muito legal você apresentar essa visão não romântica sobre a amamentação. Fico feliz que tenha vencido os obstáculos. Saúde pra você e sua filha.
    Boa semana!

    O blog JOVEM JORNALISTA está em HIATUS DE INVERNO, de 20 de julho à 29 de agosto. Mas tem post novo. Nesse período comentaremos nos blogs amigos.

    Até mais, Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigada por abrir este assunto por aqui, não vejo a hora de engravidar e saber estas coisas já me deixam mais preparada. Não sei se já falou aqui, mas sobre o parto normal, o seu demorou muito ? Sei que isso depende e que cada caso é um caso né? Mas eu sinceramente quando engravidar espero que consiga fazer o parto normal.

    ResponderExcluir
  6. Amei seu artigo, estou acompanhando seu blog há alguns dias e posso dizer é estou adorando. Sempre tem conteúdo de qualidade com bastante dicas e informações interessantes!

    Parabéns!

    Meu Blog: Totolec Show

    ResponderExcluir
  7. adorei o post e acho mt importante compartilhar essas experiencias reais pois mts vezes as pessoas acham que a maternidade é só flores e existem mts adaptações nesse caminho

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  8. É, eu não sabia sobre essa campanha. Mas imagino que realmente não deva ser fácil não. Mas vai conseguir passar por isso, mesmo com as dificuldades.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  9. Eu não sou mãe mas, vejo muitos relatos de como é difícil amamentar, caa fase uma dificuldade diferente mas, quando essa fase passa fica tudo maravilhosos(é o que dizem hahaha). Sei que é o maior amor do mundo e sei que vocês enfrentarão tudo com maestria.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar a Cherry Acessórios e Afins, seu comentário é muito importante para nós