15/05/2017

VOCÊ NO COMANDO: FORMAS DE PAGAMENTO PARA LOJAS VIRTUAIS


Quem me segue aqui no blog viu que mês passado fiz uma série especial de post sobre o aniversário da lojinha. Uma delas foi contanto tudo que aprendi nesses últimos anos trabalhando por conta própria se não leu, clique aqui. Nesse post abri um espaço para tirar dúvidas sobre algumas informações que dei e sugestões para novos temas. A leitora Leslie Leite blogueira do Apenas leite e pimenta, sugeriu uma tema para ser escrito e com isso tenho orgulho de contar mais uma nova sessão que vai ter aqui no blog: VOCÊ NO COMANDO ❤️!

No primeiro post eu dei algumas dicas de como me organizei para montar minha lojinha online, e falei brevemente sobre algum roteiro básico para seguir. Neste post vou detalhar um pouco sobre a parte de como escolher as formas de pagamento para lojinhas online, prometo tentar ser breve para o post não ficar grande e chato, porque ninguém merece né!

Quando resolvi abrir a Cherry pesquisei e descobri 3 formas boas para usar:

1. Intermediadores

Escolhendo essa você ai procurar empresas que “terceirizam” o pagamento pelos serviços da sua lojinha. Resumindo funciona assim: O cliente entra no seu site, escolhe o produto, coloca no carrinho e na hora de pagar é redirecionado para um outro site, onde é necessário fazer um cadastro e finalizar a compra. Melhor opção para quem está começando agora e/ ou tem um negócio pequeno.

Vantagem e desvantagem

Eles oferecem muitas opções de cartões (várias bandeiras), boleto, débito em conta de diversos bancos. Isso aumenta a seu potencial de clientes. Eles também fazem análise antifraude e assumem a responsabilidade caso tem algum problema com o cliente. E  o melhor não tem taxa para usar esse serviço.  Tudo isso é muito bom não é? Mas esse serviço também tem algumas desvantagens, o fato do cliente sair da sua loja para entrar em outro site pode gerar medo levando-o abandonar a compra. Seu cliente perde tempo recadastrando uma vez que ele já fez isso no seu site quem não tem muita paciência acaba largando a compra no meio do caminho, e o mais chato de todos eles cobram uma taxa a mais no seu produto que pode ir de 2 a 8%.

2. Ponte de ligação

São os famosos gateways de pagamento, ou seja, são como as máquinas de cartão utilizados na internet, eles funcionam assim: O cliente entra no seu site, escolhe o produto, na hora de finalizar a comprar ele seleciona a bandeira e insere as informações o cartão de crédito. Assim o site se comunica com a empresas como a Rede ou Cielo que verifica se existe saldo suficiente para realizar essa compra. Caso seu e-commerce tenha um sua lojinha tem um bom fluxo de vendas e você deseje pagar menos em cada uma de taxas, as pontes de ligação é a melhor opção.

Vantagem e desvantagem

A maior vantagem é ter controle sobre as transações realizadas na sua lojinha, o que proporciona um domínio maior sobre a área financeira de seu negócio, facilitando seu controle de lucro.  Essas pontes 
permitem o pagamento de uma única conta com até dois cartões de crédito diferentes, e isso evita que você perca uma venda pelo fato do cliente não ter saldo em um cartão e o melhor o cliente permanece em seu site e não precisa realizar um cadastro em um outro site. Bom de mais né ? O ruim é só que  você precisará se cadastrar a bancos e operadoras de cartão para poder receber o dinheiro, é isso pode não ser um processo rápido e para começar usar esse serviço existe taxa de ativação.

3. Integração

Nessa escolha  você escolhe fazer a ligação direta com o cobrador oficial, assim o único gasto que você terá é a taxa administrativa das adquirentes como Cielo ou Rede. Na prática funciona assim:O cliente acessa sua loja, escolhe o produto, coloca no carrinho e na hora de pagar o pagamento será realizado direto pela loja virtual, que será capaz verificar se o cartão em questão tem saldo suficiente para a compra. Se você tiver dinheiro e tempo para investir nessa forma de pagamento direto, você não terá que arcar com custos operacionais das outras duas opções citadas anteriormente os gateways e intermediador e sua única taxa será a das administradoras de cartão.

Vantagem e desvantagem

Aqui o cliente não sai de seu site para efetuar o pagamento, aumentando sua conversão, você também  não paga um intermediador e suas tarifas em cima das transações realizadas por cartões. Assim você tem menos custo e ganha mais lucro. Usar essa opção é perfeita para você ter total controle de tudo que se passa nas vendas da sua loja. Ela é boa de mais não é? Mas o foda é que 
o custo operacional e de implantação podem ser muito altos, pois você precisa manter uma equipe para gerenciar a tecnologia. Seu site precisa se comunicar com os sistemas de cartão de crédito e com isso é preciso investir em segurança e se adequar às normas do PCI Security Standards Council é o conjunto de regras que protegem estabelecimentos e consumidores de fraudes de cartão de crédito.)

Claro que além dessas citadas que são especificas mais para cartão de crédito você tem a opção de depósito direto em conta bancária, no qual você cadastra sua conta no site e o cliente vai até o banco e faz o depósito em sua conta, como esse método não tem gastos com taxas, 90% das lojas dão descontos para compras realizadas por esse meio.

NA MINHA LOJINHA

Aqui na Cherry eu trabalho com todas as opções. Por ter mais tempo no mercado e criar possibilidade para melhor atender o cliente:


Espero que tenha tirado a dúvida da nossa leitora, caso não é só enviar um e-mail para heysiih@gmail.com ou atendimento@storecherry.com.br que eu irei responder o mais rápido possível. Se tiver sugestões sobre dúvidas de serviços online, trabalhar por conta própria, empreendedorismo ou algo sobre o tema, manda no e-mail também ou comente aqui.

Espero que vocês tenham curtido essa nova  sessão do blog porque eu estou bem animada e cheia de ideias para compartilhar aqui co vocês.

Beijos e até o próximo! 💖 

13 comentários:

  1. Caramba Simone, quanta dica bacana para quem quer ter negócio próprio ^^.

    Beijos
    http://orangelily.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei essas dicas! Eu sempre tinha essa dúvida. Porque sempre que vendi algo pela internet, pedia para a pessoa depositar na minha conta, mas a gente sabe que isso é mais complicado né? Ou a pessoa tem que ir no banco pra depositar ou fazer transição pelo aplicativo o que pode acabar tirando mais dinheiro, porque em alguns bancos, eles cobram pra fazer transição para um banco diferente.
    Beijos!

    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mesmo pra quem vende pouca coisa sem ter loja a segunda opção é muito boa porque não tem custo. Espero ter lhe ajudado!
      Beijos

      Excluir
  3. Achei este post super super importante! Gostei imenso mesmo!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM

    ResponderExcluir
  4. Amei o post, é ótimo pra quem quer ter um negócio próprio, amei muito!

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, espero realmente ajudar alguém com esse post!

      Excluir
  5. Dicas maravilhosas para quem quer empreender. Gostei.
    Boa semana!

    Até mais,
    Emerson Garcia

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    ResponderExcluir
  6. mt bacana saber mais sobre essas formas de pagamento

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que demais essa tua iniciativa de explicar tudo assim e desmistificar essa coisa do pagamento em lojinhas, eu amei saber dos detalhes, dos prós e dos contras, obrigada por compartilhar tua experiência com a gente!


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar a Cherry Acessórios e Afins, seu comentário é muito importante para nós